Dicas práticas para gerenciar as emoções no ambiente de trabalho

Gerenciar as emoções significa reconhecê-las em nós mesmos, nos outros e utilizar essa conscientização para administrar relacionamentos, tomar decisões e gerenciar o estresse. Tudo isso com o intuito de gerar bem-estar e alta performance nas atividades diárias.

Neste artigo, fiz uma lista de dicas práticas sobre como gerenciar as emoções no ambiente de trabalho. As dicas estão divididas nas 5 dimensões do modelo EQi 2.0 de inteligência emocional

Desenvolvendo a autopercepção

No dia a dia, encontre momentos em que você esteja consciente do que está sentindo. Pare, respire e reflita: aonde estou, o que estou fazendo e o que estou sentindo. Essa é uma dica para desenvolver a consciência emocional.

Tenha consciência sobre quais são os seus pontos fortes e fracos. Para isso, pergunte para colegas de trabalho, líderes e liderados. Isso o ajudará a desenvolver a autoestima e a autoconfiança.

Tenha clareza do porquê você faz o que faz, o que o move e inspira. Dedique-se a estudar e documentar o seu propósito. Essa é uma dica para desenvolver a autorrealização (vontade de se desenvolver continuamente e dar o melhor de si).

Se você precisa de algo, diga. Muitas vezes nos ressentimos com pessoas que não atendem as nossas expectativas, mas nem sequer nos permitimos explicitá-las. Lembre-se: ninguém sabe o que se passa dentro de você.

Quando estiver com a “cabeça quente”, evite responder a e-mails. Se chegar a redigi-los, deixe-os salvos na caixa de rascunho e só os envie após modular o “tom”.

Acolha a opinião dos outros sobre você, mas não se deixe manipular por elas. Tome suas decisões por você mesmo. Ninguém pode viver a sua vida por você.

Desenvolvendo a dimensão Interpessoal

Reflita sobre a qualidade de suas relações profissionais. Elas são mutuamente satisfatórias, ou a balança entre o dar e receber está desequilibrada? Crie um plano de ação para fortalecer as suas boas relações e alianças no trabalho.

Em reuniões ou interfaces com gestores, pares e subordinados, concentre-se não apenas nas suas, mas nas necessidades das outras pessoas. Trate-os como o eles gostariam de ser tratados e não como você gostaria. Se não souber como fazer isso, pergunte: “Como posso te ajudar?” “Como você gosta de ser tratado?” “Como você gosta de ser ensinado?”

Se possível, participe de grupos de trabalho e de discussões sobre temas que impactam a empresa e a comunidade de entorno. Seja voluntário nos programas sociais da empresa ou de ONGs locais.

Desenvolvendo a Tomada de decisão

Evite decisões precipitadas. Quando estiver sob o efeito de emoções, mude de energia, respire e adie a decisão. Se puder esperar um dia, melhor ainda.

Nem sempre você está enxergando as coisas como elas são. Por isso, antes de tomar decisões importantes, consulte opiniões diferentes para equalizar a realidade.

Controle o seu impulso de agir. Se você fala demais, por exemplo, experimente filtrar as suas inserções, separando o que é útil do que é interessante. O útil, mantenha; o interessante, guarde para si.

Desenvolvendo o gerenciamento do estresse

Se o seu planejamento furou, “mude a conversa por dentro”. Acolha a sua frustração, reflita sobre o que você está sentindo e peça ajuda para replanejamento (caso necessário).

Quando submetido à alta dose e frequência de estresse, lembre-se de uma “panela de pressão”. Você precisa deixar a pressão vazar, caso contrário a “panela” explodirá. Faça pausas para focar em sua respiração; convide um colega para tomar um café; exercite-se de alguma maneira; ouça uma música que você goste.

Mantenha uma atitude positiva perante a vida. Ao se colocar em postura de campeão (postura ereta e peito aberto) e ao sorrir, são enviadas mensagens para o cérebro de que você está confiante e feliz. Isso te trará recursos para lidar com situações estressantes.

Estas são apenas algumas dicas sobre como gerenciar as emoções no ambiente de trabalho. Existem muitas outras maneiras de se fazer isso, mas quem adotar parte das práticas que foram citadas neste artigo estará dando passos largos em direção ao bem-estar emocional e à produtividade.

Fonte: Administradores

Compartilhe:


Voltar

 

Desenvolvido por: In Company